Tipos de compressores de ar e como funcionam

compressor preto

Em termos bem práticos, um compressor de ar é um gerador de energia, ou seja, um equipamento capaz de fornecer energia para movimentar ferramentas pneumáticas.

Precisamos ter em mente que toda ferramenta pneumática tem determinado consumo e pressão de operação. Nesse sentido, a ferramenta capaz de oferecer a vazão de ar para o funcionamento dos equipamentos pneumáticos, tornando-os funcionais, é nada mais nada menos do que o compressor.

Mas, antes de apresentarmos os tipos de compressores, devemos entender que a vazão indicada no produto não é a efetiva. Nesse sentido, todas as vezes que você for comparar um compressor, lembre-se que a vazão efetiva é sempre a metade da que consta gravada no equipamento. Dito isso, agora vamos conhecer as categorias de compressores de ar.

Afinal, como funciona um compressor?

Em termos práticos, a função elementar de um compressor é comprimir o ar, fornecendo as condições adequadas de vazão para os funcionamentos das ferramentas pneumáticas, sobretudo, industriais. 

Sendo assim, podemos dizer que os compressores são aqueles equipamentos responsáveis por fazer a conversão da energia a partir de um motor em potencial, no qual é armazenada como ar comprimido.

compressor amarelo

Disso se segue que de diferentes formas, a depender do modelo, o equipamento pressuriza o ar e aumenta a pressão. Em seguida, quando a pressão atinge já o seu limite prospectado, o equipamento desliga automaticamente e o ar pressurizado se mantém conservado dentro do tanque, até o seu uso.

É importante diferenciarmos ainda os compressores de bombas de ar, uma vez que estas são responsáveis por transferir o ar de um ambiente para outro (pneus, aquários, colchões etc) sem um tanque de armazenagem de ar comprimido, diferente dos compressores que atuam por processos mais complexos conforme descrevemos.

Podemos distinguir os compressores de ar em 2 categorias gerais, antes de tipificá-los. Vejamos as suas distinções:

Volumétrico

Estes compressores funcionam a partir de pistões que sugam o ar da atmosfera, comprimem-no e deixam armazenado no reservatório. Depois da compressão, o ar pode ficar disponível para uso. O ponto chave é que quando o ar é comprimido o seu volume é reduzido, aumentando assim a pressão.  

Dinâmicos

Vale dizer que esses compressores são subprodutos de uma alta demanda da década de 60 em que se faziam necessários poucos custos de operação e equipamentos mais funcionais e de alta performance.

Os tubos-compressores ou compressores de ar dinâmicos operam através da transformação da energia cinética a partir da aspiração do ar ambiente. Nesse sentido, o ar recebe a energia cinética a partir de impulsores velozes e é escoado por meio de difusores.

compressor amarelo com pistola de ar ao lado

3 tipos de compressores que você precisa conhecer!

Hoje no mercado encontramos diferentes tipos de compressores com diferentes capacidades de vazão, conheça os principais:

  1. Compressores rotativos

Os modelos rotativos podem subdividir-se em 3 subtipos. Os compressores de parafuso duplo, nos quais encontramos 2 parafusos responsáveis pela compressão e condução axial do ar.

O compressor roots que comprime o ar através de seu transporte, atingindo o espaço do êmbolos onde será comprimido. E o compressor multicelular de palhetas que é com certeza o mais utilizado, consistindo em um conjunto de palhetas concentradas em um rotor que gira em um alojamento. De comprimentos variáveis as palhetas se mantêm em contato com um anel para possibilitarem a compressão do ar.

Entre os tipos de compressores de ar de deslocamento positivo, esse equipamento se destaca pela longa vida útil e necessidade mínima de manutenção em amplas faixas de capacidade e pressão.

Podemos distinguir ainda esses compressores em injetados por óleo e os isentos de óleo. Os primeiros são mais usuais em áreas de mineração, operando por eletricidade ou óleo diesel. Quando em único estágio possui vibração baixa, já em diversos estágios são usados para altas pressões.

  1. Turbo Compressores

Já na categoria de turbos compressores, encontramos dois modelos. No axial  a compressão é gerada pela alta rotação do ar que é succionado, o que transforma o movimento em pressão.

Já nos tubos compressores radiais, como o próprio nome sugere, uma força interna direciona o ar para as paredes até chegar ao eixo, onde segue radialmente até a saída. 

  1. Compressores de êmbolo

Assim como os rotativos, os compressores de êmbolo são categorizados em 3 tipos. Dentre eles o que possui pistão com movimentação linear pode sofrer adaptações para qualquer pressão.

Há ainda compressores de êmbolo com mais de um estágio, o que torna mais fácil a compressão de ar sem grandes esforços. Outras especificidades deste compressor são os de membrana, que operam semelhante aos de pistão, mas sem que o ar entre em contato com partes removíveis do compressor.

Viu só quantas opções de compressores de ar você pode encontrar no mercado? Esperamos que tenha ficado mais claro como essas ferramentas operam e que você tenha informações mais úteis para poder escolher o que mais está alinhado às suas necessidades.

Se gostou do post, navegue pelo nosso blog e confira as nossas demais publicações por aqui. Aliás, que tal dar uma olhada neste post comparativo entre compressor de pistão e de parafuso? Não perca!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *