Serra copo

Ferramenta fundamental na marcenaria, colocação de azulejos e construção civil em geral, a serra copo é encontrada em vários tamanhos e deve ser adquirida de acordo com sua finalidade. Cada modelo tem suas próprias características técnicas, que diferenciam suas aplicações. Saber exatamente para que será usada e qual a frequência, também ajudará a escolher o melhor modelo.
Para identificar cada modelo é importante observar de que material seus dentes são feitos. O nome de cada uma delas, indica essas características, como as serras copo de aço rápido e diamantadas.
Para determinar a qualidade da serra é importante verificar se ela possui todos os dentes de vídea, se não está queimada e, no caso das diamantadas, se os dentes apresentam uma camada de diamante.
O profissional também precisa saber sobre o desempenho da furadeira, pois o mercado oferece diversas opções como: hobby, profissional e industrial. Essa informação é de extrema importância para que o profissional compre uma ferramenta de acordo com a intensidade e frequência que precisará para realizar suas atividades, garantindo assim maior vida útil do produto.
É importante ressaltar que o operador deve usar os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) exigidos para a atividade, como luvas, óculos de segurança e protetores auditivos, de acordo com a furadeira e quantos decibéis são emitidos por ela.
O profissional deve trocar a serra copo quando observar o desgaste dos dentes, queimadura no corpo da serra ou se a camada de diamante estiver gasta ou até inexistente. E nunca deve -se usar a serra copo em um material que não seja indicado para ela.
Serra Copo Bimetal Starret Serra Copo Bimetal Milwaukee
Sua conservação depende da forma com que essas ferramentas são guardadas após sua utilização. Guardar as ferramentas sempre limpas, em local seco e de forma que as pontas sejam conservadas são cuidados que ajudam na maior vida útil do produto.
Durante a operação, a refrigeração é indicada para a serra copo diamantada. Nas demais não há necessidade de refrigeração, porém esse processo proporciona melhor desempenho e maior vida útil à serra. Os fluidos de corte diminuem o atrito, refrigeram a superfície de contato e ajudam a remover os cavacos. Mas não se deve usar fluido de corte nas operações com ferro fundido.
Ao montar a broca piloto, atente-se para que a ponta não ultrapasse a espessura do material a ser cortado, caso contrário o solavanco da serra sobre o material pode quebrar os dentes da serra.
Reportagem: Juliana Martins
Revista Equipe de Obra Ed. 50 Agosto/2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *