Qual a melhor esmerilhadeira? Guia de compra Dutra Máquinas

As esmerilhadeiras são utilizadas no desbaste e polimento de metais e de concreto, dando acabamento a esses materiais mais rígidos e brutos. Assim, são essenciais em qualquer oficina mecânica.

As funcionalidades do equipamento também englobam o corte dos materiais e, dependendo do tamanho e das funcionalidades, pode ser usada em casa para projetos pessoais por quem se aventura nesses projetos como hobbies.

Dado o diferencial que o equipamento traz aos trabalhos manuais, não é difícil que você fique se perguntando qual a melhor esmerilhadeira para você, certo?

Pensando nisso, a Dutra Máquinas preparou um guia de compra de esmerilhadeira para você acertar na escolha e ter o melhor custo-benefício que o equipamento pode te proporcionar.

Além disso, trazemos uma lista com modelos que são sucesso atualmente para você se inspirar e dicas sobre como usar a sua esmerilhadeira depois da compra. Vem com a gente!

Como escolher a melhor esmerilhadeira: 3 dicas

Na hora de investir em ferramentas mecânicas ou elétricas, é importante analisar alguns fatores para garantir que tenha feito o melhor negócio. Confira 5 dicas para escolher a esmerilhadeira certa para você:

1 – Busque marcas renomadas

Você quer um produto com garantia de qualidade? Uma forma de ter essa certeza é investir na procedência das grandes marcas do ramo. Sabe aquele nome de que todo mundo fala quando toca nesse assunto? Então, vale a pena dar uma chance a ele.

Entre tantas marcas de esmerilhadeiras, algumas se destacam, como a Makita, a DeWalt e a Bosch, que estão entre as mais pedidas pelos profissionais da área.

2- Saiba o que você precisa

Você está aqui para aprender a escolher uma esmerilhadeira, mas será que é isso mesmo que você precisa? Acontece que existem diferentes equipamentos que podem ser usados para fazer acabamentos em materiais.

A lixadeira é um deles. São potentes e sua finalidade é lixar materiais como plástico e madeira. Elas estão disponíveis em modelos variados, com opções de bancada ou portáteis.

Outra ferramenta muito usada para acabamentos é a politriz que, como o próprio nome sugere, tem como função principal polir. Assim, ela tende a ser menos potente do que as esmerilhadeiras e lixadeiras e é usada em veículos, móveis e outras superfícies para finalizações delicadas.

Agora, se o que você precisa é de um acabamento pesado em metais e concretos, com funções de desbaste e capacidade de rotação atreladas a alta potência, então, as esmerilhadeiras são o equipamento certo para você mesmo!

3 – Encontre o tipo de esmerilhadeira ideal

Como você já deve ter percebido, existem vários modelos da ferramenta por aí, mas não é apenas na marca, no design e no preço que eles se diferenciam, mas também no tipo! Existem tipos diferentes de esmerilhadeira e cada um é mais indicado para uma forma de uso.

Quando falamos em esmerilhadeiras, o mais comum é pensarmos nas angulares, porém existem mais tipos: as à bateria e pneumáticas (variando em retas ou verticais).

Todas têm a mesma função, a diferença está na utilização, ou seja, em um local onde não há rede elétrica, por exemplo, o ideal é utilizar uma esmerilhadeira a bateria, já as esmerilhadeiras pneumáticas necessitam de compressores para o seu funcionamento, então seu uso é mais comum em oficinas.

Verifique bem qual sua necessidade e local de trabalho e escolha o modelo ideal para realizar seu trabalho.

3 melhores esmerilhadeiras da atualidade

Agora veja a nossa lista com as 3 melhores opções atuais considerando diferentes fatores!

1 – Para os profissionais

A Makita traz o modelo GA7020 para o topo do pódio devido ao alto padrão de qualidade da ferramenta elétrica. Sua potência é 2200w para dar funcionamento ao disco de 7” – resultados eficazes para usos pesados na rotina do profissional.

São 8500 RPM para que o acabamento das peças fique perfeito e, para manuseá-la, você sustentará 5,5 kg, que fazem jus à qualidade da ferramenta.

2 – Tamanho e potência ideais

O segundo lugar foi para uma esmerilhadeira da Black+Decker de 1,9 kg e 820 W de potência. São esses números que mostram o benefício do equipamento, que serve para discos de 4 ½” – isso mesmo, a potência é superior aos demais modelos desses tamanhos no mercado.

O importante é considerar a voltagem ideal de onde você usará o equipamento para garantir todo esse poder, porque ele foi disponibilizado para ambas voltagens padrões. O disco de desbaste e a chave de aperto otimizam o tempo de preparo e trabalho com a máquina.

3 – Campeã dos trabalhos pesados

Nosso top 3 de esmerilhadeiras da atualidade termina com o modelo DWE90 da DeWalt, a melhor para acabamentos pesados. Grande em tamanho, ela foi desenvolvida para discos de 9” com 6500 RPM.

A potência é de 2200 W e conta com punho auxiliar que facilita o manuseio da peça, que pesa 4,2 kg. Atente-se também para a escolha correta da voltagem para a sua oficina, há o modelo 220 V ou 110 V.

Cuidados essenciais para ter com a sua esmerilhadeira

Agora que você já consegue escolher a melhor esmerilhadeira para a sua necessidade, que tal conhecer algumas coisas que você deve fazer e aquilo que você nunca pode fazer com o equipamento para garantir sua vida útil? Confira

O que não fazer com a esmerilhadeira:

  • Nunca use um rebolo ou disco numa velocidade superior a que esteja especificada na máquina;
  • Nunca trabalhe com a máquina sem que a capa protetora esteja devidamente posicionada e fixada;
  • Nunca utilize disco de corte para desbastar lateralmente;
  • Nunca utilize lixadeiras como ferramenta de afiação;
  • Nunca force demais o rebolo ou disco de modo que haja travamento da peça;
  • Nunca bata com o rebolo na peça durante a operação;
  • Nunca efetue a troca do abrasivo antes de desplugar o cabo no conversor/tomada;
  • Nunca utilize rebolos já montados/utilizados anteriormente sem executar todos os testes como os realizados em rebolos novos.

O que deve fazer com a esmerilhadeira

  • Confira se a peça que será esmerilhada está posicionada e bem fixa;
  • É fundamental que a esmerilhadeira esteja em perfeitas condições de uso, caso contrário procure fazer a manutenção antes de utilizá-la;
  • Verifique a rotação (RPM) da máquina, para que seja usado um rebolo ou disco compatível com sua velocidade;
  • A porca de fixação do rebolo normalmente é auto-atarrachante, por isso nunca aperte-a demais;
  • Verifique se os flanges são do mesmo tamanho, se estão com a face de contato limpa, plana e perpendicular ao eixo porta rebolo;
  • No primeiro instante que ligar a máquina, nunca fique em frente ao rebolo;
  • Caso o equipamento caia no chão, troque imediatamente o rebolo, pois o mesmo pode ter trincado com a queda;
  • Sempre verifique o estado de conservação do anel de borracha a cada rebolo que for montado;
  • Sempre faça o teste de som no rebolo, assim como se atente a observar o prazo de validade do mesmo antes de montá-lo na máquina;
  • Sempre deixe que o rebolo montado pela primeira vez gire livremente por um minuto antes de usá-lo;
  • Sempre verifique as flanges de fixação dos abrasivos;
  • Sempre use a capa protetora cobrindo pelo menos metade do rebolo. Se não estiver em condições, faça a substituição imediatamente;
  • Sempre que for plugar o cabo no conversor, verifique se a chave da máquina está desligada;
  • Sempre use a chave adequada para apertar ou desapertar o rebolo ou disco.

Além de tudo isso, periodicamente, deve-se fazer uma verificação na rotação do eixo da máquina para garantir que o RPM não esteja acima da máxima permitida.

E aí, gostou das nossas dicas? Tem alguma outra indicação para o nosso top 3 de melhores esmerilhadeiras? Então, deixe um comentário para nós! Nos vemos na próxima!

Conheça a Esmerilhadeira Pneumática Vertical, clique aqui:

Esmerilhadeira Pneumática

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *