Inversoras de solda – O que você precisa saber?

O que você precisa saber sobre Inversoras de Solda.

      A evolução tecnológica chegou nas máquinas de solda também. Assim como os smartphones, elas estão cada vez menores e melhores.
Os antigos transformadores por exemplo, eram máquinas pesadas e capazes de soldar com qualidade, porém soldavam apenas um tipo de eletrodo.
Quer saber o porquê essas inversoras vieram pra ficar?

Mais fácil para soldar

      O processo de eletrodo revestido sempre foi o mais popular no mundo industrial. Porém está enganado quem acha que ele é o mais fácil para aprender a soldar. Para você aprendê-lo é preciso saber de alguns detalhes cruciais para se fazer uma boa solda. Esses detalhes podem ser resumidos em saber qual a amperagem correta para soldar; qual o ângulo correto do eletrodo; e por fim qual a velocidade de avanço de sua mão para fazer o cordão de solda. Aqui vai a primeira boa novidade desses inversores: Elas tornam todo o processo mais fácil de se fazer pois são máquinas inteligentes!

inversoras de solda

Eletrônica a serviço do usuário

      As inversoras de solda são eletrônicas e portanto possuem algumas funções especiais. Elas servem para que a abertura do arco seja mais fácil para o soldador. Outros dois aspectos que esse tipo de máquina faz melhor que o transformador de solda são: monitorar a solda e evitar que o eletrodo grude à peça. E se por ventura esse eletrodo grudar no metal a máquina imediatamente corta a corrente para que o usuário não perca o eletrodo. Dessa maneira ele pode voltar a soldar novamente com o mesmo eletrodo sem danificá-lo.
Sabe como essas máquinas são inteligentes? Vamos identificar como elas são projetadas e fabricadas.

O que tem dentro da máquina?

inversoras de solda

 

 

 

 

 

 

 

 

 

      Capacitores, IGBT e Diodos, esses nomes são estranhos pra você? Se a resposta for sim, é porque você não está muito habituado à eletrônica. E essa é a principal vantagem de uma inversora de solda para as máquinas mais antigas.
Quanto maior a qualidade desses componentes, melhor a máquina, e também maior a sua durabilidade. Obviamente, quanto melhores essas máquinas são mais caro é o valor de aquisição.
Mas há uma marca em específico que foge à essa regra. Com máquinas de qualidade a um preço acessível para a maioria dos modelos, a Boxer tem uma linha de máquinas completas, e a Dutra Máquinas não poderia deixar de lhe trazer esses equipamentos.

Diferenças internas entre transformador e inversor

      Transformadores de solda são extremamente simples, com dois cabos na saída preparados para solda. Por só produzir corrente alternada, essas máquinas são capazes de soldar somente dois tipos de eletrodos, E6013 e o OK46. Dessa maneira, restringindo seu uso em indústrias. Diferente das inversoras, esses transformadores não possuem tecnologia. Dessa maneira, limitando as ações da máquina. Por exemplo, o eletrodo pode grudar na peça se a máquina receber menos do que 220V.
Outro problema é que geralmente para ligar essas máquinas é necessário conectar direto no padrão de energia por consumir muita energia. Dificilmente residências suportam o consumo desse tipo de equipamento. Já no caso das inversoras…
Esse tipo de máquina possui uma estrutura eletrônica. O único fator que pode mudar a qualidade dessas máquinas é o que diz se ela terá durabilidade ou não. Por isso, é importante ficar atento com inversoras de baixo custo, já que podem ter uma procedência duvidosa.
Veja também um post sobre esse assunto, lá você pode encontrar mais detalhes sobre cada uma dessas máquinas. Clique aqui para ler o artigo.

Ciclo de Trabalho

      Existe a norma internacional que faz com que os fabricantes coloquem a amperagem/ciclo de trabalho nas máquinas. Como por exemplo, uma máquina que mostra 200A @ 60%. Isso significa que quando ela estiver regulada para os 200A poderá soldar por 6 minutos (o tal 60% do ciclo de trabalho) e terá que descansar por outros 4 minutos. A Boxer Soldas também disponibilizou uma calculadora para te ajudar no cálculo da amperagem correta para o tipo de trabalho que você irá desenvolver!
Clique aqui para acessar a calculadora.

      Também nessa máquina, diminuir a amperagem significa exigir menos da máquina porém trabalhar por um ciclo maior. Ao contrário, se exigimos menos da máquina, ela poderá soldar mais e maior será o ciclo de trabalho. Isso, até que a máquina chegue a uma amperagem que possa trabalhar tranquilamente, num ciclo de 100%.
Mas a máquina vai aguentar soldar por todo o tempo necessário?
E a resposta é sim, desde que o soldador exija da máquina uma amperagem onde o ciclo de trabalho dela seja de 100%.

CICLO-OU-FATOR-DE-TRABALHO

A energia

      Hoje em dia, pensamos no gasto em energia elétrica que podemos ter comprando certo produto, e no ramo da soldagem é a mesma problemática. Os consumidores pensam bem antes de comprar qualquer equipamento e optam por um de qualidade.
Os antigos transformadores consumiam em média 40A soldando, e seus 7A somente ligados à energia. Já uma inversora consume por volta de 12A, enquanto ligada à tomada sem realizar nenhum tipo de trabalho consumirá praticamente nada.

O funcionamento dessas máquinas

      Toda e qualquer máquina de solda é nada mais nada menos que um controle sobre a energia que ela pega da rede elétrica. As máquinas são alimentadas pela rede com uma tensão (V) “Alta” e uma corrente (A) “Baixa”. A função da máquina de solda elétrica é de transformar essa energia que e torná-la útil. Seja um eletrodo revestido, um arame MIG ou uma vareta TIG.
Mas afinal, como uma inversora de solda funciona?
A inversora nada mais é do que um equipamento que transforma a energia que ela pega da tomada, seja ela 110V ou 220V. Assim, fazendo com que essa energia se torne útil para derreter o eletrodo.

A performance em Solda TIG

      É importante dizer que as inversoras Boxer são capazes também de realizar solda TIG, que nada mais é que um processo extra. Portanto se torna uma máquina 2 em 1.
A solda TIG que ela faz é para soldar metais ferrosos, como aço inox e aço carbono por seu método de abertura ser somente o de raspagem. Também pelo fato das máquinas serem só de corrente contínua (DC). Vale salientar que essas máquinas não soldam alumínio nesse processo. Para isso é preciso uma TIG ACDC.

inversoras-de-solda

E aí, gostou do post? Comente e compartilhe conosco a sua opinião!
Se você quiser saber mais sobre as máquinas de solda, o blog da Boxer Soldas clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *