Dicas para cortes com serras circulares e serras esquadrias

Fazer o corte de alguns materiais nem sempre é fácil, às vezes, a serra não é a ideal, muito pequena ou muito grande, a matéria-prima é muito frágil ou dura, precisa acertar as medições, entre tantas outras coisas.

Na hora de realizar trabalhos de marcenaria, as serras circulares são as mais utilizadas, isso porque a sua rotação é menor e ela é usada para cortes mais retos.

Mas e quando precisa haver ângulos diferentes? Por exemplo, um corte de 90º para um canto? Nesse caso, a serra de esquadria é super necessária porque permite a manipulação para um corte mais preciso.

Circular ou esquadria, é preciso ter conhecimento de alguns macetes para não errar na hora de serrar a matéria-prima. É por isso que a Dutra Máquinas vai dar algumas dicas para facilitar o seu trabalho!

3 dicas para se trabalhar com cortes utilizando serras circulares

Ninguém deseja desperdiçar matéria-prima, não é? Fazer cortes errados, dependendo de seus níveis, podem fazer com que a madeira ou outros materiais não sirvam para mais nada. É por isso que você deve saber muito bem o que está fazendo para não cometer erros e – claro – facilitar o seu serviço.

Algumas dicas são:

  1. Ajustar a profundidade de corte

Antes de começar a usar sua serra circular, deve-se ajustar a profundidade de corte de acordo com a espessura da peça a ser cortada, de modo que o disco de serra ultrapasse, no máximo, 3 milímetros do material. Esse procedimento garante cortes mais suaves, rápidos e com melhor acabamento.

  1. Escolher o disco de corte certo para cada material

Cada material pede um tipo de disco para que o corte saia mais preciso e sem muitos erros. Dito isso, é preciso saber que discos de serra circular desenvolvidos para cortar madeira são diferentes daqueles que cortam metais não ferrosos. Não adianta tentar usar o mesmo!

Para aplicações em madeira, os discos devem ter ângulo positivo da pastilha de metal, formato alternado de dentes e podem apresentar pequena quantidade de dentes. Para metais não ferrosos, os discos de serra devem ter grande quantidade de dentes, ângulo negativo da pastilha de metal duro e dentes de geometria trapezoidal.

Você pode ter que investir um pouco mais em materiais, mas, assim, a qualidade do serviço ficará maior.

  1. Saiba para que serve cada tipo de dente

Os dentes alternados são indicados para uso universal em madeira, proporcionando cortes limpos e bordas precisas. O ângulo positivo dos dentes alternados de metal duro garante alta velocidade de corte, ao mesmo tempo em que requer pouco esforço por parte do usuário.

Já os dentes planos trapezoidais são ideais para uso em inúmeros materiais em chapas e perfis de todos os tipos. O dente trapezoidal corta um canal inicial do material, ao mesmo tempo em que o plano possibilita bordas de acabamento limpas. O ângulo negativo maximiza a segurança durante o trabalho em materiais duros.

Ainda, os discos de serra com poucos dentes cortam bem rápido, enquanto os com muitos dentes são próprios para cortes finos e precisos.

Agora que você já conhece algumas dicas e vai usá-las na aplicação de seus serviços, está na hora de entender um pouco como medir os ângulos, não é? Nem sempre haverá linhas retas em 180º.

Serra esquadria: aprendendo como medir ângulos

As serras de esquadria são ferramentas especiais produzidas especialmente para alterar o ângulo de uma lâmina de serra a fim de permitir cortes angulares na madeira. Isso é útil quando você precisa juntar dois pedaços de madeira para criar uma junção de canto.

Essa serra é importante porque cortes adequados e medições precisas são cruciais para criar cortes efetivos e ângulos de canto, como rodapés e outras partes que outra máquina não conseguiria com tanta desenvoltura.

As serras de esquadria vêm em versões motorizadas e manuais, nas motorizadas há mais potência com o benefício da velocidade, mas as manuais permitem maior precisão. O melhor é que elas podem ser usadas em diversos materiais, como madeira, azulejos, entre outros.

Como medir para fazer o corte com a serra esquadria

Primeiro, você vai precisar fazer uma marca de lápis na borda superior da superfície onde você quer cortar o canto. Isso é essencial para não errar as medidas, por isso verifique novamente as medições e veja o ângulo adequado antes de cortar.

Depois, você deve soltar a trava no controle do ângulo de modo que a serra da esquadria gire. Assim, vire a lâmina para definir o ângulo apropriado no diagrama em anexo na base da serra. Um ângulo típico de moldagem mais guarnição é de 45 graus.

Em seguida, abaixe a lâmina da serra de esquadria na madeira e verifique sua colocação para garantir que a localização e o ângulo estão corretos.

Depois de verificar que está tudo correto, levante a lâmina cerca de 5 centímetros e aperte o gatilho para ativá-la, abaixando o braço e girando a lâmina suavemente para cortar e, em seguida, faça o apoio novamente. Quando acabar, solte o gatilho para parar a lâmina.

Para outro corte, marque um ângulo oposto em um segundo pedaço de madeira e mude o ângulo das lâminas para 45 graus negativos. Abaixe o braço de serra, engate a lâmina e repita o processo de corte.

Depois de finalizado, não deixe de lixar as extremidades cortadas de ambos os pedaços de madeira levemente com a lixa de grão médio para juntar as partes dos ângulos o mais próximo possível.

Se você necessitar usar um divisor de esquadria para fazer os cortes, precisa saber algumas coisas também.

O divisor é uma ferramenta utilizada para medir ângulos de moldagem, usada para ajudar a obter a medição do ângulo para que o corte adequado possa ser feito quando você estiver instalando sancas. Ela se abre para caber em torno de todos os ângulos diferentes e registrar a medição de cada ângulo.

Assim, se você planeja instalar uma sanca, um dos passos mais importantes é garantir que as medidas apropriadas dos ângulos sejam tomadas, e um divisor de esquadria permite que você faça exatamente isso.

Mas lembre-se de ter cuidado com as ferramentas, para cortar não deixe de segurar o material firmemente contra a parte de trás da serra para o corte sair reto. Além disso, mantenha seu apoio de madeira à mão a pelo menos 12 centímetros da lâmina e use óculos de proteção ao fazer os cortes.

O que achou das dicas? Com elas, seu trabalho será muito mais seguro, preciso e prático! Para conferir mais conteúdos como esse, não deixe de nos acompanhar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *