Confira 4 Dicas de Como Escolher Uma Furadeira!

Confira 4 Dicas de Como Escolher Uma Furadeira!

Confira 4 Dicas de Como Escolher Uma Furadeira!

As furadeiras estão entre aqueles equipamentos que, à primeira vista, podem parecer dispensáveis e substituíveis, mas basta surgir a necessidade de fazermos reparos e furos em materiais que logo entendemos o quão necessários são esses instrumentos.

Mais difícil que entender a necessidade, porém, é como escolher o modelo de furadeira mais adequado à cada perfil de uso, especialmente para os leigos ou para quem não tem tanta intimidade com o assunto.

Mas nada de desespero! No post dessa semana, a Dutra traz 4 dos principais modelos de furadeira disponíveis no mercado, para facilitar a sua escolha na hora de decidir qual o tipo mais adequado às suas necessidades.

Acompanhe a leitura e conheça as funções, vantagens e desvantagens das furadeiras comuns, de impacto, portáteis e pneumáticas – tudo o que você precisa saber para fazer uma boa escolha! Confira!

Top 4 opções de modelo para investir

É muito grande a variedade de tamanhos e tipos entre os quais o usuário que esteja pensando em adquirir uma furadeira deve escolher. Com tantas opções, é muito fácil se perder na hora da escolha e acabar com um modelo de difícil manuseio ou que não cumpra as expectativas.

Por esse motivo, separamos 4 dicas de opções diferentes para você, considerando os perfis de usuários, o custo-benefício e as aplicações de cada um dos modelos. Veja só:

  1. Furadeira elétrica comum

As furadeiras elétricas são a principal escolha para o uso em ambientes domésticos. Isso porque são relativamente descomplicadas e de fácil manuseio, além de entregarem um resultado satisfatório em uma grande variedade de materiais.

  • Para que serve?

Esse modelo de furadeira é utilizado sobretudo para perfurações em superfícies e objetos feitos em concreto, madeira, metais como alumínio, aço e outras superfícies.

Se o modelo da furadeira elétrica possui gatilho com regulagem de velocidade, com o uso da broca adequada é possível se utilizá-la como parafusadeira.

  • Vantagens

O modelo elétrico é leve, de fácil manuseio, eficiente e, de forma geral, garante uma boa experiência ao usuário. Uma outra vantagem do produto é a possibilidade de uso por longos períodos de tempo, sobretudo se comparado ao modelo à bateria.

Além disso, algumas opções de furadeira elétrica contam com uma função de reversão, funcionalidade extra que ajuda a retirar a broca caso ela fique presa no buraco.

  • Desvantagens

Assim como apresentam a possibilidade de uso por tempo estendido, as furadeiras elétricas têm como maior desvantagem a necessidade de estarem sempre conectadas à tomada para funcionar.

Essa necessidade faz com que o modelo perca praticidade no quesito mobilidade, de forma que o usuário deve sempre ter por perto uma extensão elétrica, em caso de o local do furo ser longe de uma tomada.

2. Furadeira de impacto

Como o próprio nome sugere, essa opção é especialmente projetada para entregar uma alta performance em situações que exigem grande impacto, sendo muito utilizada na construção civil e em obras prediais.

  • Para que servem?

As furadeiras de impacto são ideais para perfurações em materiais de alta resistência, como colunas de concreto sólido, pedra e metais ultrarresistentes. Para o uso doméstico, esse modelo é preferível para quem deseja fazer furos com maior eficiência e agilidade.

  • Vantagens

O principal benefício que esse modelo oferece é o de possuir todas as funções das furadeiras elétricas comuns mais a função martelete, que utiliza o giro combinado com movimentos de batida para perfurar superfícies que oferecem maior resistência a perfurações.

  • Desvantagens

Por causa das funções extras, as furadeiras de impacto são menos compactas que os modelos comuns, fatos que deve ser considerado na hora da escolha. Uma outra desvantagem é que essa opção também precisa estar conectada a todo tempo na tomada para funcionar.

3. Furadeira à bateria

Leves, compactas e modernas, as furadeiras à bateria são uma alternativa simples e segura para os que priorizam a praticidade na realização das tarefas. Isso porque, por se tratar de um modelo à bateria, esse tipo de furadeira dispensa a necessidade contínua de tomadas e afins.

  • Para que serve?

A opção à bateria serve aos mesmos propósitos que o modelo elétrico comum: perfurar ou, dependendo das configurações, parafusar superfícies e objetos feitos em materiais comuns e de baixa resistência.

  • Vantagens

A grande diferença – e vantagem – desse tipo em relação à opção tradicional é a ausência de cabos, fios e dependência de tomadas e extensões elétricas. Uma vez que a bateria esteja carregada, a furadeira tem autonomia e mobilidade por diversas horas a fio.

  • Desvantagens

Por ser um recurso limitado, a carga das baterias tendem a limitar a autonomia desse tipo de furadeira. No entanto, a maioria dos modelos disponíveis no mercado já vêm com uma bateria extra de fábrica, justamente para estender o tempo de autonomia do produto.

4. Furadeira pneumática

Diferente dos modelos anteriores, que utilizam a eletricidade como forma de energia, as furadeiras pneumáticas geram movimento por meio do ar comprimido, geralmente proveniente de um compressor de ar.

  • Para que serve?

As furadeiras, assim como as ferramentas pneumáticas em geral, são muito utilizadas no ambiente industrial, em que o processo de produção se dá em larga escala. Fora isso, não existe diferença entre os usos dos modelos pneumáticos e dos outros tipos de furadeira.

  • Vantagens

Simplicidade, robustez e alta resistência são algumas das vantagens que as furadeiras pneumáticas oferecem aos seus usuários.

Além disso, modelos desse tipo são muito duráveis e dispensam a necessidade constante de manutenção, apresentando um ótimo custo-benefício a quem investe nessa opção.

  • Desvantagens

Como não se utilizam da energia elétrica, caso você não possua ou não pensa em adquirir um compressor de ar, as furadeiras pneumáticas são opções impraticáveis para você. Nesse caso, a principal desvantagem é o custo extra para adquirir uma fonte de ar comprimido, sem a qual as furadeiras desse tipo não funcionam.

Afinal, qual o modelo ideal para mim?

Agora que você já entende tudo sobre os principais modelos de furadeiras, chegou a hora de decidir qual o melhor modelo para se investir. A escolha do modelo ideal deve partir da avaliação das vantagens e desvantagens que os modelos têm a oferecer.

Se você procura por uma opção mais básica, mas que não deixa de entregar um bom resultado, nossa recomendação são os modelos elétricos comuns. Caso você seja do tipo que não abre mão da praticidade, dê preferência ao modelo à bateria.

É trabalhador da construção civil ou precisa de um modelo que entregue um pouco mais de força bruta? Então as furadeiras de impacto são a escolha ideal, sobretudo porque esses equipamentos possuem funções extras específicas para o uso em materiais mais resistentes.

Por fim, caso a necessidade seja de uma produção rápida e em larga escala, estilo linha de produção, considere investir um pouco mais e adquirir um modelo pneumático – juntamente com um compressor de ar, caso já não o possua.

Pronto para investir no modelo adequado de furadeira? Dê uma olhada no site da Dutra Máquinas e encontre as melhores marcas e opções de modelos! Aproveite!

Não deixe, também, de acompanhar todas as postagens aqui do blog para receber mais dicas úteis. Toda semana tem postagem nova!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *