São Paulo
June 20, 2024
Tipos de empilhadeira: conheça as mais usadas na indústria!
Máquinas e Ferramentas

Tipos de empilhadeira: conheça as mais usadas na indústria!

mar 3, 2024

Quando se trata de movimentação de cargas em ambientes industriais, as empilhadeiras se destacam como verdadeiras aliadas, tornando o trabalho mais eficiente e ágil.

Com uma ampla variedade de modelos disponíveis, é essencial conhecer os diferentes tipos de empilhadeiras e suas características para selecionar a opção mais adequada às necessidades de cada operação. Confira abaixo mais detalhes dos tipos de empilhadeiras mais usadas!

1. Empilhadeira elétrica

As empilhadeiras elétricas são equipamentos de movimentação de carga que funcionam com base em um sistema elétrico. Elas são alimentadas por uma bateria recarregável, que fornece energia para um ou mais motores elétricos. Esses motores são responsáveis por acionar os sistemas de tração, direção e elevação da empilhadeira.

Duas pessoas conversando e utilizando EPIs ao lado de empilhadeira

A bateria é um componente essencial das empilhadeiras elétricas, armazenando a energia necessária para alimentar os motores. Os modelos de empilhadeiras elétricas geralmente utilizam baterias de chumbo-ácido ou baterias de íons de lítio. Quando a bateria fica com pouca carga, a empilhadeira precisa ser conectada a uma fonte de energia elétrica para recarregá-la.

A direção da empilhadeira elétrica é controlada eletronicamente. O operador usa o volante ou as alavancas de controle para direcionar a empilhadeira, e o controlador envia sinais para os motores elétricos correspondentes, movendo as rodas de direção.

Leia também: causas de avarias em empilhadeiras

As empilhadeiras elétricas também são equipadas com um sistema de elevação que permite levantar e baixar a carga. Esse sistema é acionado por um ou mais motores elétricos, controlados pelo controlador. O operador pode regular a velocidade e a altura de elevação conforme necessário.

Além desses componentes principais, esses modelos de empilhadeiras elétricas possuem outros sistemas e dispositivos, como freios elétricos, luzes, buzinas, painel de controle com indicadores e displays, além de sistemas de segurança, como sensores de proximidade e alarmes.

2. Empilhadeira manual

As empilhadeiras manuais, também conhecidas como transpaleteiras manuais, são equipamentos de movimentação de carga que não possuem motor próprio. Elas são operadas manualmente pelo operador e são projetadas para facilitar o transporte de cargas em curta distância.

Homem utilizando EPIs e puxando empilhadeira manual

O operador da empilhadeira manual assume um papel fundamental na movimentação da carga. Ele usa o equipamento para levantar, transportar e posicionar a carga conforme necessário. O operador se coloca atrás do equipamento e empurra ou puxa o cabo de controle, que está conectado aos garfos da empilhadeira.

Os modelos de empilhadeiras manuais são equipados com um mecanismo hidráulico de elevação acionado pelo operador. Geralmente, há uma alavanca de controle localizada no cabo que o operador empurra ou puxa para elevar ou abaixar os garfos. Ao acionar essa alavanca, o operador bombeia óleo hidráulico para dentro do sistema, levantando os garfos e a carga.

As empilhadeiras manuais têm uma capacidade de carga limitada, geralmente variando de algumas centenas de quilogramas a algumas toneladas, dependendo do modelo. É importante respeitar os limites de carga especificados para garantir a segurança durante a operação.

Devido à sua operação manual, as empilhadeiras manuais são relativamente simples em termos de estrutura e funcionamento. Ela exige menos manutenção em comparação com outros modelos de empilhadeiras motorizadas, pois não possui componentes mecânicos ou elétricos complexos.

3. Empilhadeira a combustão

As empilhadeiras a combustão, também conhecidas como empilhadeiras a gás ou a diesel, são equipamentos de movimentação de carga que utilizam motores de combustão interna para funcionar. Confira abaixo os detalhes sobre como esses tipos de empilhadeiras operam:

Homem utilizando EPIs operando empilhadeira a combustão e carregando carga

Modelo a gás

As empilhadeiras a gás são um tipo de empilhadeira a combustão que utiliza gás liquefeito de petróleo (GLP) como combustível. Esses tipos de empilhadeiras são amplamente utilizadas em ambientes industriais e comerciais devido à sua capacidade de carga, versatilidade e facilidade de abastecimento.

Quando o operador inicia a empilhadeira, o GLP é fornecido ao motor por meio de um sistema de alimentação. O combustível líquido é vaporizado dentro do sistema e misturado com ar para formar uma mistura de ar-combustível adequada para a combustão. Em seguida, a mistura é injetada nos cilindros do motor.

Confira algumas curiosidades e dicas para o uso das empilhadeiras

O motor de uma empilhadeira a gás é semelhante aos motores de combustão interna encontrados em veículos automotores. Ele possui pistões que se movem para cima e para baixo dentro dos cilindros, convertendo a energia da combustão em energia mecânica. Essa energia mecânica é transmitida às rodas de tração por meio de um sistema de transmissão, permitindo que a empilhadeira se mova para a frente, para trás e faça curvas.

As empilhadeiras a gás têm a vantagem de oferecer uma operação contínua, sem a necessidade de recarregar uma bateria, como no caso dos modelos de empilhadeiras elétricas. Além disso, o abastecimento de GLP é relativamente fácil, pois existem muitos fornecedores disponíveis.

Modelo a diesel

As empilhadeiras a diesel são equipamentos de movimentação de carga amplamente utilizados em diversos setores industriais. Elas são impulsionadas por motores de combustão interna movidos a diesel, que fornecem a potência necessária para a operação desses tipos de empilhadeiras.

Essas empilhadeiras são equipadas com um tanque de armazenamento de diesel, onde o combustível é mantido até ser utilizado pelo motor. O diesel é fornecido ao motor por meio de um sistema de alimentação controlado, onde a quantidade precisa de combustível é injetada nos cilindros do motor.

As empilhadeiras a diesel são conhecidas por sua alta capacidade de carga e robustez. Elas são capazes de lidar com cargas pesadas e alturas de elevação consideráveis, tornando-as ideais para aplicações que envolvem o manuseio de cargas volumosas.

Em relação à manutenção, os modelos de empilhadeiras a diesel requerem cuidados regulares, como a troca de óleo do motor, a verificação e substituição de filtros e a inspeção dos sistemas de escape. Além disso, a qualidade e a limpeza do combustível diesel são importantes para garantir um desempenho adequado do motor.

4. Empilhadeiras portuárias

As empilhadeiras portuárias são equipamentos robustos e especializados projetados especificamente para operações em portos e terminais marítimos. Elas são peças essenciais na movimentação eficiente de cargas entre navios, caminhões e áreas de armazenamento dentro do porto. Esses tipos de empilhadeiras possuem capacidade de carga significativa, permitindo o manuseio de cargas pesadas e volumosas, como contêineres.

Empilhadeira portuária de cor amarela em área externa

A mobilidade e a manobrabilidade são características-chave das empilhadeiras portuárias. Elas são projetadas para se movimentarem em espaços restritos do porto, possuindo recursos como direção nas quatro rodas e capacidade de girar em torno de seu próprio eixo. Isso permite que elas executem manobras precisas, mesmo em áreas apertadas.

Essas empilhadeiras são projetadas para atender aos requisitos de alcance e altura de elevação necessários para lidar com contêineres empilhados em pilhas altas. Elas são capazes de empilhar e desempilhar contêineres em navios, caminhões e áreas de armazenamento com eficiência e segurança.

A segurança é uma consideração crucial em todos os modelos de empilhadeiras portuárias. Elas são equipadas com recursos de estabilização para lidar com terrenos irregulares, bem como sistemas de controle de inclinação para garantir a estabilidade durante as operações de levantamento de contêineres.

Além disso, muitas empilhadeiras portuárias são equipadas com tecnologia de ponta, como sistemas de monitoramento, câmeras de visão traseira e sensores de proximidade, para melhorar a segurança e a precisão durante as operações.

5. Empilhadeira trilateral

As empilhadeiras trilaterais são projetadas para oferecer maior flexibilidade e eficiência nas operações de armazenamento e movimentação de carga. Elas possuem a capacidade de se mover lateralmente, o que é uma característica distintiva deste tipo de empilhadeira.

Empilhadeira trilateral em corredor de depósito com várias caixas nas prateleiras

Isso é possível devido à sua estrutura e sistemas de rodas ou acionamento que permitem girar em 90 graus, possibilitando o deslocamento lateral para acessar corredores estreitos e manobrar entre as prateleiras do armazém.

Além do movimento lateral, as empilhadeiras trilaterais também são capazes de se movimentar para frente e para trás, assim como os modelos de empilhadeiras convencionais. Isso permite que elas se posicionem adequadamente para coletar e empilhar cargas com precisão.

A elevação vertical é uma função essencial das empilhadeiras trilaterais. Ela possui um sistema de mastro que permite a elevação das cargas até uma altura desejada para o armazenamento em prateleiras elevadas.

Alguns tipos de empilhadeiras trilaterais também possuem a capacidade de inclinar o mastro para frente e para trás, permitindo uma colocação precisa da carga em prateleiras inclinadas.

Em termos de propulsão, as empilhadeiras trilaterais podem ser alimentadas por motores elétricos ou motores a combustão. As versões elétricas são populares devido à sua operação silenciosa e livre de emissões, enquanto as versões a combustão são preferidas em ambientes externos ou onde a infraestrutura elétrica não está disponível.

Como são classificados os modelos de empilhadeiras?

Sim, as empilhadeiras são classificadas em diferentes classes com base em vários critérios, incluindo seu projeto, características e capacidades. As principais classes de empilhadeiras:

  • Classes I, II e III: empilhadeiras elétricas;
  • Classe IV: empilhadeiras com motor a combustão, com pneus maciços do tipo cushion;
  • Classe V: também são de empilhadeiras com motor a combustão, mas os pneus podem ser de qualquer tipo, inclusive os pneumáticos;
  • Classe VI: empilhadeiras de reboque, utilizadas em áreas como aeroportos, campos de golfe, futebol, etc;

Conhecer as diferentes opções de empilhadeiras disponíveis no mercado é essencial para escolher a máquina certa que atenda às necessidades específicas de cada indústria. Seja para lidar com cargas pesadas, movimentar materiais em corredores estreitos ou operar em terrenos acidentados, sempre há um modelo de empilhadeira projetado para cada desafio.

É importante destacar que a escolha de um tipo de empilhadeira certa requer uma análise cuidadosa das necessidades operacionais específicas, considerando fatores como espaço disponível, tipo de carga, altura de elevação necessária, condições do terreno e muito mais.

Contar com a orientação de profissionais especializados no setor de movimentação de cargas pode ser extremamente benéfico para tomar uma decisão informada e inteligente.

Continue lendo os artigos do nosso blog e fique por dentro de tudo sobre máquinas, dicas e listas das melhores ferramentas para você e seu negócio! Esperamos que tenha aproveitado esse artigo e nos vemos até a próxima!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.