São Paulo
May 22, 2024
Como Fazer Pintura Com o Acabamento Perfeito? – Norton
Construção e reforma

Como Fazer Pintura Com o Acabamento Perfeito? – Norton

out 21, 2022

Quer saber como realizar um acabamento de pintura de parede perfeito e oferecer melhores resultados ao cliente? Leia o post e saiba mais!

Fechou um serviço com o cliente, mas quer dar aquele capricho especial e surpreender com o resultado? Então, a dica é focar no acabamento de pintura de parede. Isso faz a diferença na entrega de um trabalho bem-feito.

Afinal, o que realmente permite um acabamento impecável de pintura e o que é preciso saber para não entregar um resultado insatisfatório ao contratante?

Para explicar melhor as vantagens dessa etapa e mostrar, na prática, alguns conselhos úteis que fazem toda a diferença no trabalho do pintor, preparamos um miniguia básico e essencial sobre como fazer uma pintura perfeita.  

Então, sem mais delongas, vamos direto às dicas! Anota aí!

Quais são os cuidados para garantir uma pintura e acabamento de qualidade? 

A seguir, a separamos um passo a passo de tudo o que um pintor profissional deve levar em consideração ao fechar um negócio de pintura com o cliente. São esses os conselhos!

Saiba quais equipamentos serão necessários 

Na hora de fazer a cotação de pintura e acabamento, certamente você vai visitar o local primeiro. Nessa hora, faça uma avaliação mais técnica das paredes para saber realmente o que vai precisar como material.

Em outras palavras, analise se a parede tem algum tipo de textura, infiltração, incorreções etc. E, a partir disso, já liste todos os materiais que vai utilizar, tanto para evitar surpresas depois para o cliente e aumentar o preço, como para não gastar tempo e trabalho, porque não se planejou bem.

Ou seja, saiba quais lixas serão necessárias, quanto de argamassa, que tipo de tinta, a quantidade estipulada etc.

Prepare o local 

Feito o planejamento adequado, hora de colocar a mão na massa (literalmente). Mas para isso, capriche na limpeza e organização do local. Isso inclui, por exemplo, proteger as partes como chão, quinas e rodapés, isolar móveis ou objetos que podem sujar, organizar os equipamentos em local adequado e seguro, utilizar bandeja de tintas etc.

Lixe a parede corretamente 

Com o local preparado, lixe a parede de acordo com as necessidades da superfície, por exemplo, para retirar a tinta anterior, nivelar incorreções ou aplicar uma nova camada de massa. Para isso, é importante saber escolher bem os tipos de lixa para acabamento de pintura de parede

De uma forma geral, a lixa de massa A257 é ideal para um trabalho para acabamento e pode ser aplicada a seco, dispensando o tradicional costume dos pintores de molhar a folha para tornar o trabalho mais fácil.

Analise a categoria da tinta 

Superfícies niveladas, hora de dar mais cor ao ambiente. Fazer uma pintura vai além de passar o rolo, é importante analisar o tipo de tinta a ser usado e a sua categoria. Por exemplo, há tintas acrílicas, impermeáveis, superlaváveis, antimofo, esmalte, epóxi etc.

Isso pode variar de acordo com o ambiente trabalhado (se é pintura de ambiente externo, fechado, arejado etc.) ou mesmo pela preferência do cliente. Sendo assim, faça uma avaliação técnica, compartilhe seu conhecimento com o contratante e escolha a opção mais adequada para o local.

Use as ferramentas corretas

Usar as ferramentas adequadas e de boa qualidade faz uma enorme diferença e é um investimento que vale a pena fazer. Devemos enfatizar o quão importante as ferramentas corretas são para alcançar aquele acabamento perfeito e indescritível.

Comprar pincéis e rolos de boa qualidade, de aspereza e maciez, bem como manter sua limpeza ideal, são técnicas de grande ajuda para o acabamento em áreas difíceis ou mesmo em rodapés mais estreitos, evitando ressaltos de tintas e até respingos que podem acabar com o sonhado acabamento perfeito.

Homogeneíze a tinta adequadamente

Misture muito a sua tinta! Ele tende a se separar, então quanto mais tempo estiver parada, mais você terá que misturá-la.

Isso é ainda mais importante quando a tinta é misturada na loja. Misture por cerca de 5 minutos, mas não seja muito vigoroso para não gerar bolhas de ar na pintura.

Se você estiver usando tipos de tinta diferentes ou ainda de duas marcas distintas, também é uma boa ideia misturá-las. Pode haver diferenças, mesmo que sutis, nas cores. Portanto, combiná-las antes de pintar garantirá que a tinta seja misturada uniformemente.

Use fitas adesivas

Fitas adesivas são fiéis escudeiras na busca do acabamento perfeito de uma pintura. Use-as a seu favor o quanto puder. Aquele cantinho de difícil acesso no rodapé que não deve ser sujo de tinta, ou mesmo aquele disjuntor que não dá para ser retirado com chave de fenda, a fita adesiva, em específico a famosa fita crepe, pode economizar bons minutos de limpeza ou refação de trabalho.

Porém, vale lembrar que, por mais que a fita adesiva ajude muito, você deve tentar removê-la o mais rapidamente possível após o trabalho. Isso porque é comum a fita grudar mais na parede com o passar do tempo e, na hora da remoção, arrancar a tinta junto.

Use o primer sempre que necessário

Se você estiver pintando paredes recém-rebocadas ou madeira não tratada, é muito importante preparar a superfície primeiro. Quando fazemos uma pintura e, após todo o processo, sentimos que não tenha ficado tão bom, provavelmente a falta do uso do primer foi a causadora desse aspecto.

Mesmo que você ainda não tenha o domínio completo da técnica de pintura, o uso do primer evita as possíveis falhas na pintura, trazendo um excelente resultado.

Evite marcas na pintura

Para evitar marcas ao longo da pintura, role a altura total da parede e mantenha uma borda molhada. As marcas ao longo da pintura são aquelas listras inadequadas causadas por camadas irregulares de acúmulo de tinta. Eles ocorrem quando você rola sobre a tinta que já está parcialmente seca. Em condições quentes e secas, a tinta látex pode começar a endurecer em menos de um minuto!

Para evitar as marcas ao longo da pintura, pinte uma parede inteira de uma vez. Comece em uma extremidade, passando o rolo para cima e para baixo em toda a altura da parede, movendo-se ligeiramente a cada passagem.

Mova-se para trás quando necessário para nivelar pontos grossos ou corridas. Não deixe o rolo ficar quase seco; recarregue-o com frequência para que esteja sempre pelo menos meio carregado.

Brilhe uma luz através da madeira e circule as falhas

Posicione uma lâmpada de mão, ou mesmo a lanterna do seu celular, de modo que brilhe a superfície da madeira ou da parede para detectar tinta solta, bordas ásperas e outras manchas na superfície para determinar o que precisa ser preenchido.

Pegue um lápis e circule levemente os pontos que precisam ser trabalhados. Não meça esforços para que fique perfeito, e para isso, não deixe de trabalhar pontos em que você tenha detectado falhas.

Preencha todos os buracos, mesmo os pequenos

Você pode achar que a nova tinta vai esconder pequenos amassados ??e arranhões, mas não vai. Na verdade, a nova camada de tinta destaca pequenas falhas. Preencha os amassados e furos com massa. Para furos mais profundos, use um enchimento de duas partes ou um enchimento à base de epóxi.

Usar epóxi é mais trabalhoso e você geralmente acaba jogando fora uma boa quantidade de enchimento parcialmente endurecido. Então, a dica é misturar pequenas porções. Dá trabalho, mas o adesivo de epóxi será duro o suficiente para receber muitos impactos sem cair.

Deixe a tinta secar no tempo adequado

Aqui também vale aquela máxima de que a pressa é inimiga da perfeição. Após aplicar a tinta nas paredes, deixe-as secar no tempo necessário. Não caia na tentação de corrigir bolhas ou gotas logo após a primeira demão de tinta. Você terá a próxima camada e um momento certo para solucionar esse problema.

Normalmente quando erros de manchas na tinta acontecem, é porque o profissional pulou as etapas e isso acaba por criar degradês em tons de tinta nas paredes. Portanto, espere que tudo vai se resolver. Antes de passar a próxima demão, confira se a tinta está bem seca.

Considere o uso de pulverizadores

Você pode pintar paredes internas e também externas ao ar livre com pulverizadores, se você gosta de agilidade e ainda sim manter bons resultados. Essa técnica permite concluir alguns trabalhos muito mais rápido.

Em muitos casos, é mais adequado para trabalhos externos, pois você pode passar tinta em todos os lugares! É ideal para a garagem ou para uma grande parede exterior se necessitar de um acabamento rápido e profissional. A única coisa com a qual você precisa ter cuidado ao pintar com spray é não pulverizar demais e, assim, desperdiçar tinta.

No entanto, com um pulverizador, você pode obter um acabamento mais controlado e fino em trabalhos menores, mesmo em ambientes internos. Eles podem ser perfeitos para guarnições menores, escadas, cercas e outros detalhes!

Quando se trata de pintura em spray, você precisa pensar sobre o que está pintando. Por exemplo, você pode usar um pulverizador em portas internas, onde você simplesmente não consegue obter o acabamento profissional que precisa com um rolo. Você pode até levar itens como portas e assim por diante ao ar livre e pulverizá-los em um grande ambiente aberto!

Confira 3 imagens de resultados de pintura para você se inspirar

A seguir, apresentamos algumas imagens de pinturas com bons acabamentos para inspirar você. Acompanhe!

1. Parede pintada de cinza

O uso do cinza tem sido uma das tendências nas construções. Veja uma parede pintada dessa cor para você se inspirar.

2. Parede pintada de azul

Nem todo mundo gosta de uma parede azul, mas que ela dá um charme ao ambiente, ninguém pode negar. Se você for fazer uma pintura dessa cor, veja uma imagem para ter uma ideia do resultado.

3. Parede pintada de branco

A clássica parede branca está presente em praticamente todo tipo de construção, seja residencial ou comercial. Veja a imagem abaixo e se inspire.

Enfim, essas são algumas técnicas profissionais e dicas de como fazer uma pintura de parede com um acabamento perfeito de forma adequada e mais satisfatória para o cliente. Afinal, o capricho do serviço depende muito de detalhes, que são importantes e requerem conhecimento técnico, o que muitos profissionais do mercado não zelam e, portanto, não se destacam. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.