São Paulo
April 19, 2024
Tipos de iluminação: guia completo para saber qual usar
Decoração

Tipos de iluminação: guia completo para saber qual usar

fev 28, 2024

A iluminação é um elemento essencial na criação de um ambiente aconchegante e funcional. Seja em um projeto de decoração residencial ou comercial, a escolha adequada das luminárias e a distribuição correta da luz podem fazer toda a diferença no resultado final.

Neste post, apresentaremos 6 inspirações de iluminação que vão te ajudar a transformar seu ambiente, proporcionando não apenas uma luz adequada, mas também um toque de personalidade e estilo. Acompanhe

1. Iluminação direta

Como o próprio nome já diz, nesse modelo de iluminação as luzes são direcionadas para um determinado ponto. Sua utilização é indicada para pessoas que precisam de luminosidade em cima de alguns objetos, como: mesa de escritório, estudo, consultório médico, entre outros.

Iluminação direta

Uma das vantagens é a capacidade de oferecer um foco intenso e preciso. Você pode escolher direcionar a luz para uma parede com textura, evidenciando seus detalhes, ou para uma estante de livros, destacando sua coleção. Além disso, a iluminação direta é uma excelente escolha para áreas de trabalho, como escritórios ou cozinhas, onde uma luz clara e nítida é necessária.

A iluminação direta é ideal para realçar elementos arquitetônicos, obras de arte, objetos decorativos ou qualquer outro elemento que mereça um destaque especial. Luminárias embutidas no teto, spots direcionáveis ou luminárias de trilho são algumas das opções populares para criar esse efeito.

Veja: 7 ideias para decorar a sua área de lazer

2. Iluminação indireta

Nessa opção, a luz não tem uma posição de destaque, mas atua para realçar objetos ou peças que estão inseridas no ambiente, sendo muitas vezes caracterizada como uma luz de apoio.

Luminária de parede com capa

Para chegar nesse resultado, a luz deve ser refletida sobre uma superfície e depois deve ser espalhada por todo o espaço. A sua aplicação pode ser feita em diferentes locais, como: teto de gesso, apliques, focos direcionais, piso, entre outros.

Algumas opções que podem deixar o ambiente mais bonito são as arandelas e os spots, que devem ser posicionados de maneira estratégica para que a luz se espalhe pelo ambiente. Outra excelente opção são as fitas de LED, elas podem ser instaladas facilmente em sancas, por exemplo.

3. Iluminação difusa

A iluminação difusa tem como proposta iluminar todo o ambiente de forma mais suave, sem criar sombras ou contrastes nos objetos da casa. Esse efeito é gerado devido a um filtro colocado na lâmpada, que garante mais conforto nos espaços onde é aplicada.

Corredor com quadros decorativos, mesas de canto e iluminação difusa

A ideia principal dessa iluminação não é criar um ambiente intimista, mas sim um ambiente iluminado com intensidade e uniformidade. Essa luz pode ser usada em diversos ambientes, os mais usados estão presentes em quartos e salas.

O uso de arandelas ou luminárias pode ser uma excelente aposta para você compor a decoração. Sua aplicação pode ser fácil, utilizando apenas conhecimentos básicos de bricolage e ferramentas manuais.

Uma ótima dica são as luzes amareladas, com essa tonalidade o ambiente pode ter uma sensação de conforto e aconchego, gerados pela luz difusa.

4. Iluminação linear

Trata-se de um tipo de iluminação feita por meio de linhas contínuas de luz. Apesar de conter esse efeito, se sua aplicação for realizada corretamente, a luz não agride os olhos.

Quando a luminosidade é distribuída pelo espaço, produz um efeito especial para o ambiente, deixando-o mais harmonioso e elegante. Sua utilização também é recomendada para espaços que necessitem de atenção, como escritórios ou quartos de estudo.

Para criar um ambiente mais iluminado, as lâmpadas brancas são as mais indicadas, sendo ideal para criar um ambiente de foco e concentração.

5. Iluminação de destaque

É um tipo de iluminação que é utilizada para destacar regiões específicas da decoração ou do ambiente. Pode ajudar a iluminar fachadas, quadros e áreas externas. Se você gosta de plantas e mantém seu jardim bem cuidado, esse tipo de iluminação é perfeito para realçar a beleza de flores, palmeiras, cactos, entre outros.

Uma dica bastante importante é utilizar lâmpadas de LED, além de mais eficientes e econômicas, sua composição não gera interferências na temperatura das plantas.

6. Iluminação de orientação

Esse tipo de iluminação é usada para orientar as pessoas durante sua transição pelo local. A luz é leve, mas deve ser constante para que sua tarefa seja cumprida.

Pode ser instalada principalmente em escadas, jardins, piscinas e próximo a corrimões. Para melhorar e garantir mais segurança, as lâmpadas precisam ficar embutidas.

Por que é importante investir em iluminação?

A iluminação é um aspecto muito importante para um projeto, sua utilização deve estar ligada com os móveis, plantas e até a pintura da parede. Uma de suas funções é de mudar a concepção do ambiente, trazendo mais funcionalidade, beleza e em alguns casos até economia.

Luminárias pendentes envoltas de globo de vidro

Fora tudo isso, ela é capaz de influenciar a nossa concentração e até na forma como descansamos. Portanto, investir em uma iluminação adequada é um grande diferencial que pode valorizar a sua casa.

Qual é a diferença entre iluminação fria e quente?

A iluminação fria se caracteriza por lâmpadas que contém a cor azulada ou branca, já a quente possui sua cor mais amarelada. É válido lembrar que o conceito de luz fria ou quente não está ligado ao calor físico que vem da lâmpada, mas ao tom que elas fornecem para o ambiente.

As duas podem ter diferentes tipos de uso para os cômodos. Confira alguns exemplos a seguir:

  • Iluminação fria: é usada para ambientes que precisam de mais iluminação, como banheiros, jardins, escritórios ou quartos de estudo;
  • Iluminação quente: seu uso garante um conforto visual e transmite uma sensação de conforto. Pode ser usado em salas de estar, quartos, sala de televisão, entre outros.

Qual tipo de iluminação usar para cada cômodo?

Alguns tipos de iluminação são indicadas para determinados cômodos. Veja a seguir:

Quarto

O quarto é um cômodo para descanso e relaxamento, se você gosta de assistir séries ou filmes antes de dormir, a luz quente é a mais indicada. É adepto a leitura? Então também pode apostar em um abajur ao lado da cama para criar uma iluminação direta, que facilita e cria um ambiente apropriado para a leitura.

Cozinha

Por ser um ambiente de uso diário que precisa de cuidados para manusear objetos cortantes, a iluminação deve usada para ampliar a atenção. Nesse caso, a luz fria é a mais apropriada. Porém, se você gosta de receber amigos ou familiares em casa, uma ótima opção é a luz difusa.

Banheiro

O banheiro é um cômodo onde as atividades do dia a dia como se barbear, escovar os dentes e realizar toda a higiene pessoal. Por isso, precisa receber uma iluminação mais clara e sem formação de sombras. Para isso, prefira a luz fria e difusa.

Sala de estar

Na sala de estar, a iluminação indireta com luzes quentes são ideais para criar um ambiente confortável e aconchegante. Além disso, seu uso é indicado para distribuir melhor a iluminação, principalmente para espaços com TV.

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário abaixo e acompanhe mais dicas como esta no nosso blog. Caso tenha interesse, confira também um post que nós preparamos com dicas de ferramentas para se ter em casa.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.